Riscos de saúde

Embora apenas um pequeno número de pessoas se tenha tornado dependente da kratom (sobretudo na Tailândia), esta não é viciante quando usada com cuidado. Se usada ocasionalmente como droga recreacional, e não diariamente, não existe praticamente qualquer risco de dependência.

No entanto, é muito importante que não te habitues a usá-la em regime diário. Pois a kratom, assim como muitas drogas (álcool, café, tabaco, etc.), se usada diariamente por tempo prolongado, pode tornar-se num hábito de difícil desabituação. Por isso aconselhamos-te a não consumir a kratom todos os dias. Antes de experimentares a kratom cria algumas linhas de conduta. Se começares a ter problemas em seguir as linhas estabelecidas previamente interrompe de imediato o uso da kratom.

Os riscos de saúde do uso da kratom são escassos, a não ser que consumas grandes quantidades diariamente. Na Tailândia, onde algumas pessoas utilizam a kratom todos os dias, aqueles que se encontram dependentes podem sofrer perdas de peso, escurecimento da pigmentação facial, e sintomas físicos se pararem subitamente de usar a kratom. Os sintomas físicos da paragem súbita podem incluir dores musculares, irritabilidade, choro, nariz pingante, diarreia, e abalos musculares.

A ocorrêcia de problemas de saúde é improvável com o uso esporádico da kratom. Alguns efeitos secundários reportados foram náuseas menores, aumento do volume urinário e prisão de ventre. Como com qualquer droga ou medicamento, as reacções das pessoas variam, e alguns utilizadores poderão experimentar reacções alérgicas à kratom, apesar da sua utilização cuidadosa.

Guias de conduta

Desaconselhamos o uso frequente da kratom: não mais que uma vez por semana, e preferivelmente não mais que uma ou duas vezes por mês. Isto evita a habituação e permite-te apreciares melhor a planta.

Misturar drogas é normalmente má ideia. Recomendamos-te que não mistures kratom com yohimbina, cocaína, drogas do tipo anfetaminas, ou grandes quantidades de cafeína, devido à possibilidade de ultra-estimulação ou aumento da tenção arterial. Desaconselhamos a mistura com grandes quantidades de álcool, com benzodiazepinas, opiáceos, ou outras drogas que deprimam o sistema nervoso. Isto deve-se à possibilidade de tais misturas poderem causar ultra-sedação ou mesmo depressão respiratória (paragem da respiração).

Recomenda-se também que não uses a kratom misturada com inibidores da MAO, tais como arrua siriana (peganum harmala), banisteriopsis caapi, passiflora (passiflora incarnata) e certos antidepressivos. Reacções graves ou mesmo fatais podem ocorrer quando um inibidor da MAO é misturado com drogas monoaminas. A mistura de inibidores da MAO com kratom, que contém monoaminas alcalóides, não foi estudada.

Outros riscos

Não trabalhes com maquinaria pesada, não conduzas nem desempenhes qualquer actividade perigosa sob a influência da kratom. Mesmo que te sintas estimulado em vez de sonolento, a sonolência pode surgir sem aviso. Usa o teu senso comum.

Mulheres grávidas ou em período de amamentação e crianças menores de 18 anos não devem tomar qualquer droga ou medicamento excepto com receita médica. Recomendamos fortemente que qualquer mulher que possa estar grávida NÃO use a kratom.

Usa o teu senso comum quando utilizares a kratom para propósitos medicinais, tais como para a Desordem do Défice de Atenção ou sintomas de depressão. Se não és médico, aconselhamos-te que consultes o teu especialista antes de usares a kratom para este propósito.